VEJA-NOS EM AÇÃO!

Loading...

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

CANTE ESSE REFRÃO POR AÍ! "É PROIBIDO PERMITIR"


O cantor e poeta Costa Senna, a Bodega do Brasil e a Ação Educativa convidam para o show de lançamento do CD "Cante esse refrão por aí!"
18/09/2010 - Sábado - das 16:00 h às 20:00 h
Local: Espaço Cultural Periferia no Centro - Auditório da Ação Educativa
Rua General Jardim, 660 - Vila Buarque - São Paulo - SP
Fone: (11) 3151-2333 - ENTRADA FRANCA
********************************************************************

Cante esse refrão por aí! "É proibido permitir"
Cante esse refrão por aí! "É proibido permitir"

É proibido permitir que a maldade
Tome conta do mundo em que vivemos
Que nos roubem o pouco que ainda temos
De prazer, de paz e dignidade
Permitir que a tal obscenidade
Nossa mente invada sem sair
É proibido deixar se esvair
O amor, que é o que nos faz humanos
É proibido permitir que os tiranos
De nós roubem o direito de existir

Cante esse refrão por aí! "É proibido permitir"
Cante esse refrão por aí! "É proibido permitir"

É proibido permitir que a justiça
Seja sempre a favor dos poderosos
Que os maus sejam os vitoriosos
Que o amor se manche com a cobiça
Que a paz que ouvi falar na missa
Se restrinja apenas ao sermão
Que a guerra de nação contra nação
Extermine os sonhos da criança
Que o verde tão belo da esperança
Perca feio pra vil corrupção

Cante esse refrão por aí! "É proibido permitir"
Cante esse refrão por aí! "É proibido permitir"

É proibido permitir que os grileiros
Ergam cercas de ódio e intolerância
E que os anos dourados da infância
Se maculem nos becos traiçoeiros
Que o sangue dos bravos guerrilheiros
Tenha sido por nada derramado
Que o pobre prossiga manobrado
Sem direito a uma identidade
Que a mentira derrote a verdade
E a fé seja artigo de mercado

Cante esse refrão por aí! "É proibido permitir"
Cante esse refrão por aí! "É proibido permitir"

É proibido permitir aos doutores
Ao errarem terem celas especiais
Que os filhos cruelmente matem os pais
E se proclamem na orgia dos horrores
Massacrando seus próprios criadores
Comparáveis ao mais porco traidor
É proibido permitir, com todo ardor
Que o negro seja visto como rude
Que reneguem a coragem e a virtude
Desse povo heróico e lutador

Cante esse refrão por aí! "É proibido permitir"
Cante esse refrão por aí! "É proibido permitir"

É proibido permitir que a triste guerra
Seja arma na mão dos ditadores
Que da vida se julgam os senhores
Poluindo a água, o ar, a terra
Que o crime, que tanto nos aterra
Ramifique pra nunca se extinguir
Abortando os sonhos do porvir
Espalhando as cinzas da virtude
Delinquindo a nossa juventude
Tudo isso é proibido permitir

Tudo isso é proibido permitir (3 x)

Cante esse refrão por aí! "É proibido permitir"
Cante esse refrão por aí! "É proibido permitir"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por visitar!